Inteligência Competitiva

Identificação, Recolha, Análise e Difusão de informação estratégica 

A Inteligência Competitiva é a capacidade de, recorrendo as ferramentas por meios legais ao nosso alcance,  conseguirmos:

  • Antecipar as mudanças e minorar o seu efeito surpresa
  • Aumentar a nossa capacidade de adaptação
  • Melhorar a competitividade da nossa empresa.

Jerry Miller define a Competitive Intelligence, como o processo de efectuar, através de meios e procedimentos legais, a recolha, análise e difusão de informação estratégica (‘intelligence’) rigorosa, relevante, específica, oportuna, previsora e pro-activa tendo em vista a sua aplicação no contexto organizacional, concorrencial e de negócios"

Contexto competitivo actual

De repente acordamos para um mundo em que os particulares, as famílias, as empresas (grandes e pequenas), os bancos e até os estados entram em insolvência e criam-nos problemas novos e totalmente inesperados. Porquê?

Talvez porque não é fácil simular situações de stress na economia real... e quando elas realmente acontecem revelam todas as mudanças das últimas décadas. Mudanças que o crescimento económico e a consequente confiança na economia encobriram e que agora se revelam súbita e inesperadamente.

O mesmo acontece no mercado em que a nossa empresa opera.

Enquanto existe crescimento e o mercado está em expansão, parece ser indiferente ter uma estrutura produtiva optimizada, ter ou não ter estratégia, conhecer ou não o mercado, os fornecedores, os concorrentes, as alternativas etc. Puro engano!

É certo que só quando o crescimento pára e, principalmente, quando existe retracção, é que nos damos conta do que deveríamos ter feito no tempo das vacas gordas, mas nessa altura é, regra geral, demasiado tarde.

A inteligência competitiva deve ser adoptada de forma contínua, sistemática e empenhada. Deve ser adoptada de forma preventiva, por todas as empresas, independentemente da sua dimensão e do ciclo económico que atravessam.

As 4 fases da Inteligência Competitiva

  • Identificação das Necessidades de Informação Organizacionais
  • Recolha de Dados e Informação
  • Análise de Informação
  • Difusão de ‘Intelligence’

Muitos gestores continuam apenas focados na função interna, utilizando a maioria do seu tempo na discussão de orçamentos, previsões anuais, comparação e evolução de períodos análogos e gerindo conflitos interdepartamentais esquecendo-se de como é fundamental conhecer “os demais”.

Qual a nossa função ?

A nossa função é apoiar a administração na rentabilização do tempo e dos recursos consumidos pela função interna e garantir que as restantes funções recebem, a cada momento, a atenção exigida pela estratégia da organização e pelo contexto em que a mesma está inserida. E mais importante, que essa atenção resulte em informação, ou melhor dito, resulte em conhecimento relevante para a organização.
 

Fale connosco e descubra como um pequeno passo no sentido certo pode resultar em enormes ganhos de competitividade para a sua empresa.

quero ser contactado